A Conferência Episcopal Portuguesa tomou a iniciativa, no final de 2021, de criar uma Comissão Independente para o Estudo dos Abusos Sexuais contra as Crianças na Igreja Católica Portuguesa. Esta Comissão, que iniciou os trabalhos no início de 2022, tem feito o seu percurso, procurando cumprir os objetivos que se propôs.

Sendo esta uma questão que interessa, não só à Igreja Católica em Portugal, mas à Igreja no seu todo, realizou-se, no dia 18 de maio, em Roma, uma reunião de trabalho entre alguns Bispos da Conferência Episcopal e responsáveis dos Dicastérios da Cúria Romana que acompanham, mais de perto, estes temas.

Por parte da Conferência Episcopal Portuguesa participou a Presidência (D. José Ornelas Carvalho, SCJ, Bispo de Leiria-Fátima e Presidente; D. Virgílio Antunes, Bispo de Coimbra e Vice-Presidente; Pe. Manuel Barbosa, SCJ, Secretário) e três membros do Conselho Permanente da CEP (Card. D. Manuel Clemente, Patriarca de Lisboa; D. José Cordeiro, Arcebispo de Braga; D. Francisco Senra Coelho, Arcebispo de Évora). Por parte da Cúria Romana, estiveram presentes o Card. Marc Ouellet e o D. Ilson Montanari, respetivamente Prefeito e Secretário da Congregação para os Bispos; e o Card. Luis Ladaria, SJ, Prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé.

A partilha de experiências entre todos foi enriquecedora e os vários intervenientes manifestaram o seu apreço pelos passos dados pela Conferência Episcopal Portuguesa e pela Comissão Independente, e com quantos com ela colaboram, e reafirmaram a importância de estudar os casos de abuso sexual, acompanhar as vítimas e atuar preventivamente.

O esforço por erradicar o abuso sexual de menores, não só da Igreja, mas também da sociedade, continuará a ser uma prioridade para a Conferência Episcopal Portuguesa.

Roma, 18 de maio de 2022

[PDF]