A Conferência Episcopal Portuguesa congratula-se com as canonizações que vão acontecer no dia 14 de outubro, em particular os Beatos Paulo VI, Sumo Pontífice, e Oscar Romero, Arcebispo de San Salvador, Mártir.

Com Paulo VI e Oscar Romero serão canonizados os seguintes Beatos: Francesco Spinelli, Sacerdote diocesano, fundador do Instituto das Irmãs Adoradoras do Santíssimo Sacramento; Vincenzo Romano, Sacerdote diocesano; Maria Caterina Kasper, Virgem, fundadora do Instituto das Pobres Servas de Jesus Cristo; Nazaria Ignazia de Santa Teresa de Jesus March Mesa, Virgem, fundadora da Congregação das Irmãs Missionárias Cruzadas da Igreja; Nunzio Sulprizio, Leigo.

 

São Paulo VI

Govanni Battista Montini nasceu em Concesio (Brescia) em 1897. Ordenado sacerdote em 1920, prosseguiu os estudos em Roma, desempenhando tarefas na diplomacia da Santa Sé. Nomeado Substituto da Secretaria de Estado em 1937, durante a segunda guerra mundial ocupou-se na procura dos desaparecidos e na assistência aos perseguidos. Em 1952 foi nomeado pró-Secretário de Estado e em 1955 Arcebispo de Milão, diocese na qual cuidou particularmente dos afastados e dos marginalizados. Em 1958 foi criado Cardeal por João XXIII. Eleito Pontífice a 21 de junho de 1963 com o nome de Paulo VI, prosseguiu e concluiu o Concílio Vaticano II. Orientou a Igreja no diálogo com a modernidade e manteve-a unida na crise pós-conciliar. Promulgou sete encíclicas e muitas exortações apostólicas (podem ser consultadas em www.vatican.va). Entregou-se ao anúncio do Evangelho, testemunhando com paixão o amor ao Senhor e à Igreja. Morreu em Castel Gandolfo a 6 de agosto de 1978. O Papa Francisco beatificou-o a 19 de outubro de 2014.

Paulo VI esteve em Fátima a 13 de maio de 1967, no cinquentenário das Aparições de Nossa Senhora. Dizia no início da homilia desse dia: «Tão grande é o Nosso desejo de honrar a Santíssima Virgem Maria, Mãe de Cristo e, por isso, Mãe de Deus e Mãe nossa, tão grande é a Nossa confiança na sua benevolência para com a santa Igreja e para com a Nossa missão apostólica, tão grande é a Nossa necessidade da sua intercessão junto de Cristo, seu divino Filho, que viemos, peregrino humilde e confinante, a este Santuário bendito, onde se celebra hoje o cinquentenário das aparições de Fátima e onde se comemora hoje o vigésimo quinto aniversário da consagração do mundo ao Coração Imaculado de Maria».

 

São Óscar Romero

Oscar Arnulfo Romero Galdámez nasceu na Cidade Barrios de El Salvador a 15 de março de 1917 no seio de uma família modesta. Aos 12 anos trabalhou numa carpintaria. Em 1930 entrou no seminário menor de São Miguel. Em 1943 obteve a licenciatura em teologia na Universidade Gregoriana. Ordenado sacerdote, regressou ao seu país e dedicou-se com paixão à atividade pastoral como pároco. De seguida foi nomeado diretor do Seminário de San Salvador, Secretário da Conferência Episcopal de San Salvador e Secretário Executivo do CEDAC. Em 1970 foi eleito Bispo auxiliar de San Salvador e dedicou-se à defesa dos pobres. Em 1974 torna-se Bispo de Santiago de Maria e em 1977 Arcebispo de San Salvador, em plena repressão social e política. A 24 de março de 1980, enquanto celebrava a Missa com os doentes do hospital, foi assassinado. Foi beatificado em 2015 em San Salvador.